Header image

Reencontro Após 71 Anos

Postado por ACG - Associação Cultural Gramado quarta-feira, 26 de agosto de 2015 Marcadores: ,

Uma senhora italiana de 92 anos reencontrou sua filha após 71 anos de separação. Natural da cidade de Novellara, no norte da Itália, ela tinha ido trabalhar na Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial e foi forçada a abandonar sua filha pela família do pai do bebê, um soldado alemão. Fruto de um relacionamento com soldado alemão casado, Margot Bachmann revê a mãe após mais de 70 anos de separação. A mulher do norte da Itália havia sido forçada pela família do pai do bebê a abandonar sua filha.

Segundo o jornal italiano La Repubblica, o pai de Margot Bachmann lhe contou que sua mãe era italiana, mas que ela tinha morrido na guerra e proibiu a filha de procurá-la ou perguntar sobre ela. Foi somente após a morte do pai, no ano passado, que Bachmann acionou o Serviço Internacional de Rastreamento (ITS), na cidade alemã de Bad Arolsen. E foi no centro de documentação e pesquisa sobre a perseguição nazista que a agora senhora de 71 anos de idade descobriu que sua mãe ainda vive.

Em trabalho conjunto com a iniciativa "Restabelecimento de Laços Familiares", da Cruz Vermelha da Itália, o ITS foi capaz de descobrir a localização da mãe. Ambas tiveram o primeiro encontro no último fim de semana. "Comecei a pesquisar, na esperança de aprender mais", disse Bachmann ao La Repubblica. "Mas eu nunca imaginei que um dia seria possível abraçar minha mãe. Estou tão feliz de tê-la encontrado viva e em boa forma, apesar de sua idade." "Hoje vivenciamos um pequeno milagre", disse a porta-voz da Cruz Vermelha, Laura Bastianetto. "Não é comum que mãe e filha se reencontrem após 70 anos separadas. Graças a um esforço conjunto ao longo dos últimos dois anos, podemos presenciar este reencontro comovente."

(Fonte: DW)

0 comentários:

Postar um comentário