Header image

8º Encontro de Grupos Alemães

Postado por ACG - Associação Cultural Gramado sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015 Marcadores: , 0 comentários

É com imensa alegria, que nós do Volkstanzgruppe Talquelle, viemos por meio deste, convidá-los a participar do 8º Encontro de Grupos Folclóricos Alemães e 20º Aniversário do nosso grupo, que se realizará dia 11 de abril de 2015, nas dependências do Centro de Eventos da Comunidade Evangélica - IECLB, no centro.

Teremos a seguinte programação:

18:30h – Recepção dos grupos
19:00h – Início da Janta
20:45h – Danças de Integração com música ao vivo (Com participações especiais).
21:15h – Apresentações das categorias do Volkstanzgruppe Talquelle e grupos visitantes.
23:00h – Baile com a Banda K’necus.
 
O custo por integrante será de R$ 27,00 (vinte e sete reais) incluindo janta e ingresso. Somente o ingresso custará R$ 15,00 (quinze reais).
 
Solicitamos por gentileza a confirmação de sua presença, quantidade de pessoas que virão e três danças (que estarão em anexo), até o dia 30 de março, pelo e-mail monicarev@gmail.com , pelo fone (51) 95031666 ou ainda se preferirem pelo Facebook da Mônica.
 
Aguardamos vocês para uma grande festa.
Um forte abraço a todos.

12° FREUNDSCHAFTSFEST

Postado por ACG - Associação Cultural Gramado sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015 Marcadores: , 0 comentários

É com imensa satisfação que nós do Grupo de Danças Folclóricas Alemãs Freundschaftstanz vem, através desta, convidar para participar do 12° FREUNDSCHAFTSFEST e comemoração ao nosso 25°Aniversário.
 
O evento será realizado no dia 04 de abril de 2015, na Comunidade Evangélica, centro - Sinimbu- RS.

Programação:

19h - Recepção dos Grupos
19h30min - Jantar
21h - Apresentações
23h30min - Baile

Valor baile: elas R$10,00; eles R$15,00. Ingresso com janta R$ 27,00 (neste valor concorre ao "Quadro- Casa em Xaimel", pintado em óleo sobre tela por Odir Zanatta).

Trazer música e estandarte.

Confirmar presença até 28/03/2015 - no de integrantes, enviar histórico ( máximo 10 linhas).
 
Contatos: anahelenabackes@ibest.com.br
 
(051) 3708-1613 - noite
(051) 9942-2470 - Ana
(051) 9999-7937 - André

André Luís Luedke,  Presidente

Livro Brasil-Alemanha

Postado por ACG - Associação Cultural Gramado segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015 Marcadores: , , , 0 comentários

O Instituto Martius-Staden, entidade de utilidade pública sem fins lucrativos mantida pela Fundação Visconde de Porto Seguro, promoveu o lançamento do livro “Relações entre Brasil e Alemanha na época contemporânea” no Goethe-Institut, em São Paulo.

A obra, com 32 artigos em base científica e estilo jornalístico, apresenta um cenário diversificado sobre os dois países, como suas relações políticas, econômicas, científicas, além das artes, cultura, turismo, futebol, culinária, identidade cultural e idiomas. A publicação está disponível em versão bilíngue e traz a visão de seus autores brasileiros e alemães, como Gerd Wenzel, Jorge de Almeida, José Miguel Wisnik e Roberto Abdenur, que escrevem o texto de forma simples para que a leitura seja destinada a todos os públicos.

O livro “Relações entre Brasil e Alemanha na época contemporânea” dá continuidade ao título "Cinco séculos de relações brasileiras e alemãs", publicado em 2013, com artigos sobre as relações entre as duas culturas desde o século XVI até 1942.

A sede do Instituto Martius-Staden, localizada na Unidade Panamby do Colégio Visconde de Porto Seguro, contém documentos sobre 200 mil imigrantes alemães e acervo com 40 mil volumes, além de periódicos e jornais na língua alemã, publicados no Brasil. O Instituto é aberto à visitação e à pesquisa pública, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30.

(Fonte: Brasil-Alemanha News)

Cinema em Colônia

Postado por ACG - Associação Cultural Gramado terça-feira, 10 de fevereiro de 2015 Marcadores: , 0 comentários

Criada em 1990, na época apenas como uma instituição que oferecia pós-graduação em "mídias audiovisuais", a Academia de Arte e Mídia de Colônia foi uma das primeiras escolas superiores do país a ter seu currículo fundamentado no que então se chamava de "novas mídias". Na época de sua fundação, era ainda novidade integrar numa escola superior de arte práticas convencionais como cinema, vídeo, fotografia, música ou performance, com cadeiras de informática, estudo de gênero ou teoria da mídia.

Ampliada logo a seguir, a KHM (como é conhecida, das iniciais do nome em alemão) passou a oferecer uma graduação completa a partir de 1994. E hoje têm três departamentos abertos à escolha dos alunos, todos voltados para a interseção entre a mídia e a arte. O estudante da Academia tem à sua disposição desde o início do curso ateliês, estúdios e laboratórios, além de poder usufruir de diversas parcerias com festivais ou instituições diversas estabelecidas ao longo dos anos pela Academia.

Se em 1990 a KHM recebeu em seu primeiro ano de existência só 25 alunos, hoje ela conta com mais de 300 estudantes, oferece doutorado e tem na sua história um rol de ex-alunos que hoje são artistas e cineastas conceituados. A ideia é fazer com que o aluno possa montar sua grade curricular com liberdade, podendo combinar cadeiras mais apropriadas a seus projetos individuais, entre elas cinema de ficção, documentário, fotografia, animação, design, arte sonora, cenografia, informática experimental, performance, holografia, arte no espaço público ou arquitetura.

Dirigida durante longos anos pelo renomado teórico Siegfried Zielinski, a KHM carrega em sua história muito de sua era – Zielinski foi convidado para dar aulas ali em 1993, tendo sido reitor da Academia entre 1994 e 2007, quando se transferiu para Berlim. Durante quase todo esse tempo, mais precisamente entre 1998 e 2007, a KHM abrigou, sob os cuidados de Zielinski, o Arquivo Vilém Flusser – também transferido para Berlim em 2007. O Arquivo Flusser contém mais de 2500 manuscritos do teórico da mídia, bem como correspondências e textos não publicados em alemão, português, inglês e francês.

Embora a artemídia tenha sido a semente de criação da KHM, seu atual departamento de cinema e TV também propicia ao aluno o aprendizado de conhecimentos úteis no mercado de trabalho, como aulas sobre formatos televisivos como transmissões ao vivo, programas de entrevista ou eventos esportivos. Em aulas de "produção criativa", o estudante aprende a lidar com orçamentos e estruturar o financiamento de um longa-metragem, por exemplo.

Ficção, documentário, roteiro, fotografia e animação experimental são outros créditos oferecidos pela Academia. Além disso, o estudante recebe, durante os dois últimos anos de graduação, financiamento para dois projetos próprios. Além de equipamento e infraestrutura, a Academia disponibiliza uma determinada soma a projetos individuais, sempre sob a orientação de um professor.

O leque de projetos realizados neste contexto vai desde longas-metragens de ficção até projetos-piloto de programas televisivos. Do ponto de vista teórico, a escola oferece ainda cadeiras de história do cinema, som, montagem ou até seminários práticos de técnicas de pesquisa e entrevista para documentários, por exemplo.

Comum na KHM é a interseção com o mundo para além das paredes universitárias. As exposições dos alunos são com frequência abertas ao público e absolutamente integradas à vida cultural de Colônia. E as portas da Academia também estão regularmente abertas a especialistas convidados, seja para falarem sobre filmes-ensaios, documentários para o público infantil, docudramas ou found footage.

A KHM já teve vários brasileiros em seus quadros de alunos e mantém normalmente um percentual significativo de estudantes estrangeiros. Entre seus ex-alunos famosos está o austríaco Hans Weingartner, diretor de Edukators e O Som nas Nuvens.

(Fonte: DW)

Crianças Alemãs

Postado por ACG - Associação Cultural Gramado quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015 Marcadores: , 0 comentários

Mais de 30% das famílias alemãs têm origens estrangeiras, afirma um estudo divulgado nesta terça-feira (03/02) pelo Departamento Federal de Estatísticas da Alemanha (Destatis).

Para o órgão, uma família é de origem estrangeira se ao menos um dos pais tem nacionalidade estrangeira, obteve a cidadania alemã por naturalização ou é um repatriado tardio [definidos pela legislação como alemães étnicos oriundos de países da antiga União Soviética e outros do Leste Europeu].

Considerando os dados do microcenso de 2013, mais de 2,5 milhões de um total de 8,1 milhões de famílias com crianças menores de idade se enquadram em pelo menos um desses requisitos.

Em comparação com o primeiro levantamento desse tipo, feito em 2005, as famílias com raízes estrangeiras aumentaram sua participação no total em quatro pontos percentuais (de 27% para 31%), o que corresponde a 131 mil famílias.

Entre 2005 e 2013, o número total de famílias com crianças menores de idade caiu em 837 mil na Alemanha. Em 2005, ele era de 8,9 milhões.

(Fonte: DW)