Header image

Energia Brasil-Alemanha

Postado por ACG - Associação Cultural Gramado quarta-feira, 28 de janeiro de 2015 Marcadores: , 0 comentários

Gestores do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e representantes da Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ, na sigla original) realizaram na terça-feira (27), em Brasília (DF), a primeira reunião do ano para o planejamento de ações no âmbito do Projeto de Apoio ao Desenvolvimento de Energia Heliotérmica no Brasil (DKTI-CSP).

"Os esforços brasileiros na área de geração de energia a partir do vento e do sol são, provavelmente, o tom dessa questão energética do século 21I", disse o secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do MCTI, Armando Milioni.

"Fico muito entusiasmado em ver o País trabalhando em parceria com a Alemanha, que tem domínio tecnológico [nessa área]. A gente pode estar dando o passo necessário para transformar a indústria nacional", continuou o secretário.

O DKTI-CSP integra o acordo firmado entre o MCTI e a GIZ que deverá resultar em alternativas sustentáveis de geração de energia no País. O projeto visa estabelecer pré-requisitos, capacitação e instrumentos para contribuir para a introdução da energia heliotérmica na matriz energética brasileira, promovendo o desenvolvimento da pesquisa e da indústria nacional.

Para o diretor da área de energias renováveis e eficiência energética da GIZ no Brasil, Torsten Schwab, a parceria visa "formar um pacote" de desenvolvimento tecnológico conjunto, e não somente trazer ao País a tecnologia que é desenvolvida no exterior.

"Estamos preparando uma tecnologia que é tão inovadora que não está consolidada em nenhuma parte do mundo", afirmou o diretor. "O Brasil e a Alemanha vêm desenvolvendo em conjunto esse pacote tecnológico."

Uma das iniciativas que recebem reforço da cooperação bilateral é a primeira usina heliotérmica do Brasil, a ser construída em Petrolina (PE).

"Estamos construindo uma usina experimental de um megawatt que permite abastecer até mil residências", explicou o coordenador-geral de Tecnologias Setoriais da Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Setec) do MCTI, Eduardo Soriano. "A ideia é que, no futuro, isso se transforme em um centro de pesquisa ou de testes de tecnologia".

A previsão é a de que a usina seja entregue ao final de 2016. O empreendimento conta com investimentos do MCTI da ordem de R$ 18 milhões e do governo de Pernambuco, de R$ 5 milhões.

(Fontes: Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação)

FEMUSC

Postado por ACG - Associação Cultural Gramado terça-feira, 20 de janeiro de 2015 Marcadores: , 0 comentários

A Banda Sinfônica, regida por Dietmar Wiedmann, apresentará às 20h desta quainta-feira, 29, no TEATRO MUNICIPAL DE POMERODE, um repertório de composições de Philip Sparke, Guy Woolfenden, Otto Schwarz, Bert Apermont, Jan Van Der Roost, Vlak e Malando, em uma das maiores formações com mais naipes de instrumentos do Festival.

A banda formada por alunos do FEMUSC tem na regência o maestro alemão Dietmar Wiedmann. Regente de banda sinfônica, Dietmar iniciou seus estudos musicais na Faculdade de Música de Mannheim (Alemanha) e atuou na Orquestra Sinfônica de Minas Gerais e na Orquestra Sinfônica do Estado do Paraná. De volta à Alemanha, ingressou na Escola de Música da Comarca SÜW, onde trabalha atualmente como maestro e professor. Fundou a Banda Sinfônica SÜW.

O FEMUSC continua até o dia 31 com apresentações em Jaraguá do Sul e municípios da região. Informações sobre programação e ingressos: (47) 3373-8652 e (47) 3275-2477 e no site www.femusc.com.br. - See more at: http://www.brasilalemanha.com.br/novo_site/noticia/registro-pomerode-recebe-o-femusc/5548#sthash.AczgNh59.dpuf

O FEMUSC é uma realização conjunta do Instituto Festival de Música, Prefeitura de Jaraguá do Sul, Funcultural, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Governo de Santa Catarina, Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cultura; patrocínio WEG, Tractbel Energia, Raizen; apoio Zanotti, Santinvest, Duas Rodas; apoio institucional Sociedade Cultura Artística (SCAR), Secretaria de Estado do Desenvolvimento Regional, Vale dos Encantos Convention & Visitors Bureau, Fundação Cultural, Católica de Santa Catarina, SESC e Fundação Municipal de Esportes.

FEMUSC – 10º Festival de Música de Santa Catarina
ASSESSORIA DE IMPRENSA
Sala no Centro Cultural da SCAR – 3º piso, ao lado do Grande Teatro
(47) 3275-4377 / imprensa@femusc.com.br

Local: Teatro Municipal De Pomerode – SC
Data: quinta-feira, 29 de janeiro de 2015 – 20hs
Cidade/UF: Pomerode – SC
Classificação: – Livre
Ingressos: GRATUITO

Obras de Michelangelo

Postado por ACG - Associação Cultural Gramado quinta-feira, 15 de janeiro de 2015 Marcadores: , 0 comentários

Duas esculturas que permaneceram esquecidas durante mais de um século podem ser as únicas obras em bronze de Michelangelo restantes, afirmaram pesquisadores britânicos. Se autoria de obras expostas em Cambridge for confirmada, peças serão as únicas em bronze criadas pelo artista italiano que ainda existem. Nus masculinos pertenceriam a uma fase inicial do mestre renascentista. 

As duas peças – nus masculinos montados em panteras, com aproximadamente um metro de altura – pertenceriam a uma fase inicial das obras do mestre renascentista, segundo especialistas em arte da Universidade de Cambridge e do Museu Fitzwilliam. Elas teriam sido esculpidas pouco depois da estátua de David e pouco antes do início da pintura do teto da Capela Sistina, no Vaticano.

No século XIX, pesquisadores já acreditavam que as duas esculturas poderiam ter sido criadas pelo artista italiano. A hipótese, no entanto, foi descartada, devido à ausência de documentos sobre a existência das peças, e historiadores acabaram atribuindo as obras ao escultor holandês Willem Danielsz Van Tetrode.

Um pequeno detalhe em um desenho feito por um aluno de Michelangelo, que está no Museu Fabre, em Montpellier, na França, foi o estopim para a descoberta. A imagem retratada seria uma cópia de rascunhos do mestre renascentista e nela aparece um homem musculoso sentado sobre uma pantera, muito parecido com a escultura.

Até agora, especialistas acreditavam que não restava nenhuma das poucas esculturas em bronze feitas por Michelangelo no século 16.

As estruturas são "obras excepcionalmente fortes e fascinantes", disse Victoria Avery, curadora do Museu Fitzwilliam. A conclusão final da pesquisa sobre a origem das esculturas será apresentada em julho. As obras ficam em exposição no museu até agosto.

(Fonte: CN/rtr/afp)

Máquina de Chuva

Postado por ACG - Associação Cultural Gramado quinta-feira, 1 de janeiro de 2015 Marcadores: , 0 comentários

Uma das grandes preocupações da humanidade atualmente é a crise da água, recurso cada vez mais escasso no mundo, e que hoje atinge até o sudeste brasileiro – e não apenas o nordeste. Ao pensar nisso, a fundação alemã Desert Greening criou um dispositivo que leva chuva a locais secos. Semelhante aos para-raios, o sistema atrai nuvens e chuvas em um raio de aproximadamente 200 km².

A tecnologia foi realizada com base em um método desenvolvido por Wilhelm Reich, o chamado “cloudbuster”, constituído por um conjunto de tubos de metal, que faz uso da física orgânica para conseguir produzir chuva.

Desenvolvida com base em um método desenvolvido por Wilhelm Reich, o chamado “cloudbuster”, a tecnologia é constituída por um conjunto de tubos de metal, que faz uso da física orgânica para conseguir produzir chuva.

A fundação, que tem como filosofia cuidar do bem-estar das pessoas e do meio ambiente, testou seu dispositivo no sul da Argélia, na África, região desértica e com altas temperaturas. No local, havia apenas uma fazenda que alimentava as famílias da região.

Desde 2005, os alemães têm aplicado a tecnologia e afirmam que está chovendo mais, e consequentemente, há mais árvores e vegetações no local. Atualmente existem 3 mil árvores de maçãs, árvores frutíferas de peras, damascos, figos, limões, laranjas e outros vegetais.

(Fonte: Terra)