Header image

Bauernfest em Petrópolis

Postado por ACG - Associação Cultural Gramado sábado, 29 de junho de 2013 Marcadores: , 0 comentários

Entre os dias 28 de junho e 7 de julho, a cidade de Petrópolis recebe a 24ª edição Bauernfest. A maior festa da cidade e a segunda maior do Brasil nesta categoria terá dez dias de celebração da cultura alemã com atividades culturais que incluem bandas típicas, grupos de danças folclóricas, teatro, atrações infantis, apresentações de corais e orquestras sinfônicas, além dos concursos Chopp a Metro e Chapéu Mais Enfeitado e do desfile tradicional pela cidade, que neste ano ganha carros temáticos.

Haverá ainda a presença da rainha e das princesas da festa. Este ano, pela primeira vez, também houve a escolhida de um rei. Eles estarão presentes nas principais atividades, que também incluem espaços de artesanato e de gastronomia, onde podem ser degustadas especialidades da cozinha alemã e cervejas de diferentes tipos. Outras atrações são o Festival de Cinema Alemão e a exposição Bauernfest, no Centro de Cultura Raul de Leoni, e o Torneio Bauerntennis, que acontece no Petropolitano F.C.. O público também poderá aprender com workshops de gastronomia, harmonização de cervejas especiais e de turismo, além de visitações à Cervejaria Bohemia, a primeira fábrica do produto no Brasil.

Serão dez dias de muita cultura, com artistas locais e de todos os estados, bandas típicas, grupos de danças folclóricas, teatro, atrações infantis, apresentações de corais, de orquestras sinfônicas e bailão todos os dias.

Hospedagem na Casa da Juventude

Postado por ACG - Associação Cultural Gramado terça-feira, 25 de junho de 2013 Marcadores: , 0 comentários

Quer passar um excelente final de semana em Gramado, por preços ótimos e muita tranquilidade, junto ao Lago Negro, um dos mais belos pontos turísticos da região da Serra Gaúcha? 

A Casa da Juventude, como parte da Associação Cultural Gramado, está aberta para hospedagens, recebendo a todos (e não apenas associados). Lembramos, contudo, que os associados têm preferência na escolha de quartos ou apartamentos com banheiro, privativos, e direito a descontos especiais na hospedagem. 

Grupos de danças, corais, grupos de igrejas, escolas, encontros de famílias são bem vindos para atividades ou retiros na Casa, com salas equipadas com material para diversos tipos de atividades, dispondo dem equipamentos de áudio e vídeo. A Casa também dispõe de um salão com calefação. Oferecemos, ainda, locação de salas para reuniões, bem como espaços para almoços e jantares, festas de aniversário e casamento. 

Reservas podem ser feitas pelos telefones (54)3286 1811 ou (54)3286 0972 ou através do e-mail casadajuventude25@gmail.com

Protestos: Brasil e o Muro

Postado por ACG - Associação Cultural Gramado domingo, 23 de junho de 2013 Marcadores: , 0 comentários

"Der Spiegel" traça paralelo entre os dois movimentos. Semanário "Die Zeit" diz que brasileiros realizam algo que "sul-africanos e alemães não se atreveram a fazer". Discurso de Dilma também é destaque na mídia alemã.

Danke, Brasilien! ("Obrigado, Brasil!") é o título do artigo opinativo publicado neste sábado (22/06) pelo site no respeitado semanário Die Zeit, em que o repórter afirma que os brasileiros "prestam um grande favor ao mundo", mostrando não só uma prova "do amadurecimento democrático de um país" mas também dando uma lição à Federação Internacional de Futebol. "Finalmente, uma democracia se revolta contra uma profundamente antidemocrática Fifa. O que a África do Sul e mesmo a Alemanha não se atreveram a fazer, é realizado agora por um país emergente que luta por seu lugar no mundo", constata o jornalista do Die Zeit.

Já uma análise publicada pela versão online da revista Der Spiegel afirma que a revolta dos brasileiros também tem como alvo a Fifa, organização "considerada por muitos como sinônimo de nepotismo e corrupção e de negócios sem escrúpulos" e também contra os "criminosos cartolas brasileiros", que "há décadas decidem o rumo das coisas e dos quais faz parte o antecessor de Blatter (na presidência da Fifa), João Havelange".

O texto ressalta que "o que está acontecendo hoje no Brasil é algo totalmente novo" para a entidade. "Pela primeira vez, o povo, que paga por essa Copa do Mundo da Fifa (e também pelos Jogos Olímpicos de 2016), se revolta", ressalta o artigo. E, com ele, também os jogadores. "'Nós somos o povo', disse Luiz Felipe Scolari'". O autor lembra que essa mesma frase foi o lema gritado por "centenas de milhões de pessoas" nas famosas passeatas de Leipzig. "Poucos dias depois, o Muro caia, e era destituído um ditador, que sempre abusou do esporte como um veículo de propaganda", compara.

Outro destaque na mídia alemã neste sábado foi discurso da presidente do Brasil, Dilma Rousseff, oferecendo diálogo aos manifestantes e propondo um "grande pacto" com governadores e prefeitos, além de mais dinheiro para saúde, transportes e educação, conforme noticia a reportagem intitulada Dilma Rousseff promete mais dinheiro aos brasileiros, publicada pelo site do jornal conservador Die Welt. Os veículos alemães também ressaltam que os tumultos já comprometem a diretamente segurança das Copa das Confederações e irritaram Luiz Felipe Scolari. Alguns veículos deram destaque, neste sábado, à notícia de que o técnico da seleção brasileira foi obrigado a fechar os portões nos treinos de sua equipe "devido a uma repreensão da Fifa".

Uma reportagem publicada pela agência alemã DPA e reproduzida em diversos portais afirma que a nova medida vem mesmo depois que "a Fifa desmentiu que fosse reforçar sua política de segurança (para o torneio), por causa dos protestos no Brasil". O técnico italiano, Cesare Prandelli, também reclama, segundo a mesma fonte, dizendo que foi proibido de deixar o hotel, tanto em Recife como em Salvador.

(Fonte: Deutsche Welle)

Hamburgo Une-se ao Brasil

Postado por ACG - Associação Cultural Gramado quinta-feira, 20 de junho de 2013 Marcadores: 0 comentários

Uma manifestação em apoio aos protestos contra o aumento da tarifa de ônibus no Brasil começou nesta terça (18), na cidade alemã de Hamburgo. Por volta das 16h30 (11h30 de Brasília), pessoas de verde e amarelo e outras de branco chegavam à Estação Principal da cidade. Uma porta-voz do movimento disse que pelo menos 250 pessoas compareceram, segundo a PM. "No Facebook, em torno de 600 confirmaram presença. Pensamos que viria menos gente, mas veio bastante", disse Adilson dos Santos Júnior, de 27 anos, natural de Juiz de Fora, em Minas Gerais, e que mora na Alemanha há cinco anos e trabalha em um portal de turismo. 

O apoio dos brasileiros em Hamburgo aos protestos contra o aumento da tarifa de ônibus começou no Facebook, dentro do grupo "brasileiros em Hamburgo". "Aos poucos fomos acompanhando o que estava acontecendo, comentando e surgiu a ideia. Então criamos o evento".  Ele explicou ainda que o evento de hoje é aberto a todos, tanto brasileiros quanto não brasileiros. Enquanto falava com o G1, Adilson cumprimentava brasileiros que chegavam à Estação Central ( em alemão, Hauptbahnhof) da cidade. "Olha só, o pessoal já está chegando. Tem policiais aqui também". Adilson explicou que eles não vão sair de Hauptbahnhof, vão ficar parados na porta principal com cartazes em português e em inglês e distribuindo panfletos em alemão - "Para as pessoas entenderem o que está acontecendo no Brasil e para entenderem também a proposta de tudo isso". 

(Fonte: G1 - Foto: Adilson Júnior)

Memória Alemã em Lomba Grande

Postado por ACG - Associação Cultural Gramado sábado, 15 de junho de 2013 Marcadores: 0 comentários

Lápides antigas, datadas de mais de um século atrás, grafadas em alemão e esculpidas diretamente na pedra formam o cenário histórico do cemitério católico da paróquia São José. Localizada no bairro Lomba Grande, em Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, a área representa um verdadeiro resgate à evolução do Município ao longo dos anos. Porém, o precário estado de conservação das lápides pede que o local seja transformado em patrimônio histórico, para que possa ser preservado e restaurado, mantendo assim a comunidade mais próxima de sua própria história. [...]

A gerente de Valorização do Patrimônio de Novo Hamburgo, Hannelore Roeben Tessner, destaca que há um grande interesse do Município em tombar os cemitérios católico e evangélico como patrimônios históricos. “Havendo um desejo popular de que isso aconteça, certamente vamos atuar para que estes locais se tornem patrimônios de toda a comunidade”, afirma. Ela também explica que o tombamento é um processo burocrático, que representa o primeiro passo para a preservação destes locais. “A partir daí começa a busca de recursos para a restauração e manutenção da área. Atualmente, a cidade tem oito locais tombados como patrimônios históricos”, explica Hannelore. 

(Fonte: Jornal NH / Karina Sgarbi / Foto: Cemitério Evangélico de Lomba Grande, por Felipe Kuhn Braun)

Morre Willi Sitte

Postado por ACG - Associação Cultural Gramado quarta-feira, 12 de junho de 2013 Marcadores: , 0 comentários

O pintor Willi Sitte morreu no sábado, dia 08 de junho, aos 92 anos de idade em sua casa na cidade de Halle, no leste da Alemanha. Nascido em 1921 na República Tcheca, Sitte é considerado um dos grandes artistas alemães do século 20 e um dos principais representantes do realismo socialista, o movimento artístico predominante da extinta República Democrática Alemã (RDA). Sitte foi presidente da União de Artistas Plásticos da RDA entre 1974 e 1988. Além disso, de 1986 a 1989 ele foi membro do Comitê Central do SED, o partido único da Alemanha Oriental. Na Alemanha Ocidental, ele foi apresentado ao grande público em 1977 na documenta, um dos mais importantes eventos de arte contemporânea do mundo, onde expôs com outros artistas da chamada Escola de Leipzig, como Bernhard Heisig, Wolfgang Mattheuer e Werner Tübke. 

Sua proximidade com o aparato estatal da Alemanha comunista dificultou seu regresso à vida pública após a reunificação alemã, em 1990. Em 2001, uma grande retrospectiva no Museu Nacional de Nurembergue para celebrar os 80 anos do pintor foi cancelada na última hora e postergada para 2003. Devido à polêmica em torno de seu nome, Sitte decidiu renunciar à mostra e retirar-se da vida pública. Desde 2003, a Fundação Willi Sitte, cuja sede fica em Merseburg, no leste alemão, reúne e divulga a obra do artista. Em 2006, ela abriu uma galeria, que expõe regularmente os quadros do pintor.

Melhorias na Casa da Juventude

Postado por ACG - Associação Cultural Gramado domingo, 9 de junho de 2013 Marcadores: 0 comentários

Como resultado da Ação entre Amigos realizada pela ACG, estamos realizando uma série de melhorias no prédio principal da Casa da Juventude. Além de uma ampla e necessária reforma no telhado e nas calhas, o salão de danças recebeu calefação, bem como a sala e o corredor da ala feminina, proporcionando maior conforto para os visitantes e para quem realiza os cursos. As reformas dos banheiros das alas masculina e feminina estão em planejamento, previstas para o mês de agosto deste ano. Acabamentos e outros detalhes também estão sendo providenciados, e outro elemento importante que está sob análise para substituição e reforma é a fiação elétrica. No todo, está em foco o máximo possível de ajustes e melhorias para que possamos fornecer sempre o melhor possível para quem nos prestigia. Obrigado a todos que colaboraram.

Exposição de Arte Alemanha

Postado por ACG - Associação Cultural Gramado domingo, 2 de junho de 2013 Marcadores: , 0 comentários

Entre os poemas do livro “Pequenos poemas em prosa”, de Charles Baudelaire, existe um que é uma excelente carapuça para a exposição “Espaço de Arte Alemanha”, cuja vernissage ocorre nesta quarta (29), no Museu do Estado de Pernambuco (MEPE), organizada pelo Centro Cultural Brasil-Alemanha (CCBA). Em “O estrangeiro”, uma voz pergunta insistentemente a quem ama tal homem enigmático: seu pai, sua mãe, seus irmãos, seus amigos, sua pátria. Ele não afirma amar nenhum. “A quem tu amas, então, extraordinário estrangeiro?”, indaga a voz. “Eu amo as nuvens... as nuvens que passam lá longe... as maravilhosas nuvens”, ele responde. 

O texto é, em sua poesia, uma metáfora exata do que impulsionou a curadora Ursula Zeller a pensar essa mostra, que abre o Ano Alemanha-Brasil 2013/2014. As nuvens de Baudelaire são, na visão dela, a arte contemporânea, aquilo que ultrapassa fronteiras rumo à universalidade: ambos podem estar em qualquer lugar do mundo. “A internacionalização da arte contemporânea se revela em acontecimentos artísticos criados para um público mundial e que, por isso, perdem cada vez mais sua marca nacional”, explica a curadora, no catálogo do evento. Do mesmo modo, o artista ocupa, na teoria defendida por Ursula, o papel do estrangeiro no pensamento do poeta. “Em nosso planeta, os artistas são nômades espirituais que vão de um lugar ao outro para realizar suas visões”, defende. “Se mui­tos artistas alemães se mudaram nos anos 1950 pa­ra Paris, a metrópole das artes, ou, a partir dos a­nos sessenta, para Nova Iorque, muitos artistas de outras nações, por outro lado, escolheram a partir dos anos 1990 cada vez mais a Alemanha como pon­to central de sua vida e de seu trabalho”, continua. Assim, a exposição “Espaço de Arte Alemanha” reúne 13 artistas de diversas nacionalidades que marcaram a arte alemã nos últimos 40 anos. Entre os selecionados, estão Armando (Holanda), Candice Breitz (África do Sul), Tony Cragg (Inglaterra), Marianne Eigenheer (Suíça), Ayse Erkmen (Turquia), Christine Hill (EUA), Magdalena Jetelová (República Checa), Per Kirkeby (Dinamarca), Joseph Kosuth (EUA), MarieJo Lafontaine (Bélgica), Nam June Paik (Coréia do Sul), Giuseppe Spagnulo (Itália) e Herman de Vries (Suriname). 

A mostra quebra o paradigma de que a cultura alemã só pode ser representada por artistas nascidos neste país e investiga sua influência sobre temas, mídias e formas de expressão do discurso atual. É possível, por exemplo, conferir de Candice a série “Factum”, em que a proposta é enfatizar a subjetividade a partir de vídeos em que gêmeos revelam diferentes visões sobre os mesmos questionamentos. Ainda se pode observar, de June Paik, o trabalho “TVVela”, uma crítica à mídia de massa ao transformá-la em um meio de contemplação, a partir de uma vela disposta dentro de um televisor. “Todos tomaram por si a decisão de viver na Alemanha. Eles fazem parte dos migrantes da primeira geração, trazendo consigo o olhar, o saber e o estímulo de fora”, afirma Ursula. É um tanto o que ocorre quando Caetano Veloso canta a música “Estrangeiro”, do álbum homônimo (1989): “O pintor Paul Gauguin amou a luz na Baía de Guanabara/ O compositor Cole Porter adorou as luzes na noite dela [...]Sou cego de tanto vê-la, te tanto tê-la estrela/ O que é uma coisa bela?”. Os artistas imigrantes estimulam e enriquecem a cena cultural do país que os recebem, com sua visão externa. Quem recebe o produto já o vê a partir de olhos privilegiados. 

A mostra “Espaço de Arte Alemanha” abriu no dia 29 de maio, no Mepe (Av. Rui Barbosa, 960, Graças), e as visitações poderão acontecer até 28 de julho, de terça a sexta-feira, das 9h às 17h; sábado e domingo, das 14h às 17h. A entrada é gratuita. Mais informações pelo site www.ccba.org.br.

(Fonte: Folha de Pernambuco)