Header image

Ano da Alemanha no Brasil

Postado por ACG - Associação Cultural Gramado quarta-feira, 15 de maio de 2013 Marcadores: ,

O Ano da Alemanha no Brasil será marcado por seis grandes eventos no país. O anúncio foi feito hoje (15) em solenidade que contou com a presença do presidente da Alemanha, Joachim Gauck, do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Raupp, e do governador do Rio, Sérgio Cabral. A programação será voltada para a área tecnológica, tendo como tema Quando Ideias se Encontram

O primeiro evento é a comemoração dos 40 anos do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico no Brasil, que ocorre na noite desta quarta-feira no hotel Windsor Florida, no Rio de Janeiro. Mais cinco eventos estão marcados: o museu virtual, com exposição dos pesquisadores da evolução Fritz e Hermann Muller; o navio de pesquisa Meteor, em Fortaleza (CE) e a promoção da Alemanha como polo de pesquisa no 13º Congresso Internacional da Sociedade Brasileira de Geofísica e Expogef, no Rio de Janeiro. Haverá ainda o concurso Falling Walls Lab para ideias inovadoras de jovens talentos, em São Paulo e a comemoração dos 100 anos de arquitetura e design na Alemanha, também em São Paulo. 

A abertura oficial do Ano da Alemanha no Brasil foi feita pela Young Euro Classic Brasil-Alemanha, orquestra é composta por brasileiros e estrangeiros.  Onze músicos da orquestra farão uma turnê pelo Brasil a partir do próximo sábado (18/05), quando tocam em São Paulo. Até junho, os jovens passam por Porto Alegre, Rio de Janeiro, Vitória, Goiânia, Brasília, Manaus, Belém, Fortaleza, Salvador, Cuiabá e Ribeirão Preto. No dia 2 de agosto, o grupo se apresenta em Berlim, onde participará do festival Young Euro Classic, projeto que deu origem à cooperação da orquestra internacional com conjuntos de outros países para estimular o aprimoramento de jovens músicos.

(Fonte: Agência Brasil)

1 comentários:

Denise Quitzau Kleine disse...

Assisti a uma entrevista excepcional dada por Gauck ao programa Millennium , na Globo News. Sua fala foi bastante direcionada à forma como a Alemanha está abordando as questões relativas à ação da Stasi na DDR e como ele tem observado a ação de outros países em relação ao reencontro com seus passados de opressão, inlcuindo aí as questões relativas à ditadura militar no Brasil.

Postar um comentário